Nós e os barcos

IMG_20150213_081817594-2Amigos,

Num dia desses ao me dirigir a um de meus clientes, que fica localizado perto de um atracadouro de barcos na zona sul, resolvi parar e observar os barcos por alguns minutos, fazendo um pouco de higiene mental, tranquilizando meus pensamentos naquela hora.

Observando por alguns instantes, pude ver vários tipos de embarcações. Uns bem velozes, outros mais devagar, mas seguindo sempre e até um barquinho afundado. E naquele momento, como se meus pensamentos estivessem também navegando, fiz uma breve analogia entre nós pessoas e os barcos que estavam ali.

Percebi que há pessoas muito rápidas e focadas como lanchas de competição. Lembrei de pessoas que nas indecisões da vida, são como os barcos a vela que são levados pelo simples sabor do vento, sem saber exatamente qual será o seu destino.

E ao concluir minha boba comparação, vi um barquinho afundado, que me lembrou de pessoas que deixam seus sonhos, metas e objetivos afundarem na indecisão, na inércia, na depressão, e na morte, quando o barco se atira contra as pedras e vem a afundar!

Então convido você a avaliar que tipo de embarcação você tem sido!

Perguntaria se está cuidando bem do seu motor, tratando da sua saúde física, mental e espiritual (sem cunho religioso). Se está mantendo o casco pintado e com boa manutenção, que seria tratar bem da sua imagem pessoal, evitando exageros, como vemos em iates que são a representação da pura ostentação. Mas que sejamos como aqueles barcos simples e bem tratados que gostamos de ver. Além disso saber de algo muito importante, que tipo de combustível você coloca na sua embarcação? O que você hoje traz para seu corpo, e o que alimenta a sua motivação de seguir pelo “mar de oportunidades”?

E para fechar um último e não menos importante, a bússola!

Você sabe para onde quer ir? O que você quer? Já viu se está funcionando corretamente avaliando se pode chegar lá e se o seu barco tem potencia e capacidade de chegar ao seu objetivo/ destino?

E para encerrar, gostaria de deixar uma sugestão de leitura, o livro a estratégia do oceano azul, onde o autor demonstra que você pode comparar o oceano a um mar de oportunidades a ser explorado.

Fico por aqui marinheiro e marinheira,

Nos encontramos pelos piers da vida.

Grande abraço,

Alexsander Sena

Anúncios

Motivação em tempos difíceis

marketingcustozero.com.brQuando os planos se concretizam, as metas são alcançadas e tudo vai bem a motivação tende a estar alta.   A energia flui e tudo parece caminhar como o previsto  (ou melhor). Mas… e em tempos difíceis? Como se manter motivado e focado? Essa é uma tarefa árdua principalmente quando a política e o país parecem caminhar na direção errada. Corrupção, saúde pública precária, desemprego, dentre outros problemas assolam a motivação da população brasileira.Quando tudo vai mal no campo individual, a situação externa parece abafar mais ainda o impulso interno que nos leva a ter ações e pensamentos positivos. Interagir de forma positiva com o ambiente, olhar além do problema e encontrar a esperança necessária para seguir se faz fundamental para obter momentos felizes. A recompensa por continuar firme em seus objetivos (mesmo quando tudo parece não caminhar) é a felicidade e o alívio do “dever cumprido”. Portanto, aprenda com seus erros, siga na direção dos seus sonhos, realize atividades que façam você feliz e ao final, comemore suas conquistas para ter consciência dos resultados obtidos.

A melhor forma de começar? Estabeleça metas!

Lembre-se que indivíduos motivados permanecem na realização de suas metas até atingirem seus objetivos. Inicialmente podem ser metas simples para que você veja, sinta e constate que pode conseguir. Sua motivação aumentará gradativamente e os pensamentos serão cada vez mais positivos.

Quanto ao país, continuamos torcendo para que caminhe na direção da ética e do constante aprendizado e que tudo melhore em todas as esferas, principalmente nas que influenciam positivamente no quadro de problemas apresentados.

Camilly Gabry

Cada sonho que você deixa pra trás é um pedaço do seu futuro que deixa de existir. (Steve Jobs)

Fernando Sabino disse que “o complicado da vida é que entre 100 caminhos, temos que escolher apenas um, e viver com a nostalgia dos outros 99.” Mas, se esse caminho único escolhido for exatamente aquele do seu sonho, quem pode dizer que os outros 99 serão uma nostalgia incômoda?


Abaixo estão duas reproduções: uma imagem que baseou o título da postagem, de autor  conhecidíssimo, e um texto de autor desconhecido. É fácil de ler. É encorajador. Por último deixo uma mensagem valiosa de alguém que de muito entende de felicidade.

“O sonho não é tão simples quanto parece.

Pelo contrário, pode ser uma atividade perigosa.

Quando queremos algo,
colocamos em marcha energias poderosas,
e já não podemos esconder de nós mesmos

o verdadeiro sentido de nossa vida.

Quando queremos algo,
fazemos uma escolha do preço a pagar.

Seguir um sonho tem um preço.

Pode exigir que abandonemos velhos hábitos,
pode nos fazer passar por dificuldades,
desanimar e ter decepções.

Mas, por mais alto que seja este preço,
nunca é tão alto como
o que é pago por quem nunca viveu o seu sonho.

Porque estes, um dia, vão olhar para trás,
ver tudo o que não fizeram e escutar o próprio coração dizer:

‘Desperdicei minha vida’.

Acreditem, esta é uma das
piores constatações que alguém pode ter.”

(Autor Desconhecido)

Aos que não realizaram o seu sonho:

“Embora ninguém possa voltar atrás
e fazer um novo começo,
qualquer um pode começar agora
e fazer um novo fim.”

(Chico Xavier)